Dicas para caprichar no seu marketplace de moda

As vendas de roupas online nunca estiveram tão em alta, principalmente após a pandemia e a consolidação do hábito de fazer compras pela internet no Brasil. Em 2020, cerca de 13 milhões de brasileiros realizaram sua primeira compra online, enquanto no primeiro semestre de 2021, o comércio eletrônico bateu recorde de vendas e atingiu mais de R$ 53 bilhões de faturamento, comprovando a popularização do e-commerce no País.

+ Metaverso: moda e tecnologia cada vez mais próximos!

O setor da moda também obteve resultados excelentes nos últimos anos em relação às vendas online. Entre 2020 e 2021, as lojas virtuais de roupas apresentaram um crescimento de 52% nas vendas no Brasil, dado que traz ainda mais expectativas para os e-commerces de moda em 2022.

Portanto, se você quer começar a vender roupas pela internet, saiba que o momento ideal é agora! Confira neste artigo da Prints Connection dicas importantes para tirar seu projeto do papel, criar seu e-commerce de moda e se destacar em meio à concorrência.

Defina seu público-alvo e nicho

Antes de mais nada, é preciso encontrar seu nicho e definir informações básicas sobre seu público-alvo: comportamento de compra, gênero, idade, estilo de vida e outras informações importantes sobre os clientes que você deseja atrair. Esses dados vão ajudar a focar seus produtos e estratégias de forma mais assertiva, buscando sempre solucionar os problemas e demandas do público-alvo em questão.

Valide seus produtos

Antes de começar a oferecer suas peças em um e-commerce próprio, uma boa dica é buscar a validação de seus produtos em outros marketplaces e até mesmo nas redes sociais. Esse tipo de validação é uma excelente maneira de comprovar se o mercado está mesmo interessado no que sua loja irá vender, além de obter insights sobre precificação, público e estratégias de marketing utilizadas.

Aposte em conteúdo de qualidade

Produzir conteúdo é uma ótima estratégia para alcançar seu público-alvo de forma orgânica, ou seja, sem pagar pela divulgação. Blogs, canais no YouTube e posts atrativos nas redes sociais são excelentes ferramentas para oferecer conteúdo de qualidade e que vá de encontro às principais dúvidas e necessidades de seus clientes. Além disso, manter uma geração de conteúdo constante ajuda sua marca a obter mais autoridade em meio à concorrência e aumentar o engajamento entre os consumidores.

Saiba direcionar seus investimentos em mídia

Mesmo com o potencial do marketing de conteúdo listado acima, investir em mídia é indispensável para divulgar sua marca e produtos. Porém, comece com cautela: faça pequenos investimentos e analise o alcance e reação do seu público, convertendo resultados em direcionamentos e segmentações mais precisas.

+ 7 tendências de estampas e cores para o verão 2022

O remarketing, nome dado à exibição de anúncios para pessoas que já visitaram sua loja ao menos uma vez, é uma excelente estratégia de mídia para e-commerce de moda, considerando que a decisão de compra dificilmente é feita da primeira vez.

Marque presença nas redes sociais

Atualmente, as redes sociais são apontadas como o principal meio de direcionamento às lojas virtuais do segmento de moda. Por isso, é preciso compreendê-las como uma verdadeira vitrine para sua loja: publique fotos de qualidade, crie interação e engajamento com seus seguidores e abuse da criatividade para instigar ainda mais o desejo dos consumidores de conhecer sua loja e produtos.

Capriche no atendimento

Já está mais que provado que um atendimento diferenciado e eficiente é primordial para passar credibilidade e se destacar entre seus concorrentes. Esteja sempre à disposição do cliente oferecendo diversos canais de atendimento (telefones, e-mail, WhatsApp, redes sociais) e busque sempre dar toda a atenção devida, principalmente em relação a dúvidas e reclamações.

Faça parcerias com influenciadores

Uma das maneiras mais eficientes de promover sua marca, gerar engajamento e aproximar os consumidores de seus produtos é firmar parcerias com influenciadores digitais. Porém, é indicado escolher influenciadores que estejam próximos de seu público-alvo, para que a divulgação de suas roupas alcance pessoas realmente interessadas no seu nicho.

Por exemplo: se você vende roupas fitness, não adianta firmar parcerias com influenciadores que não praticam exercícios físicos, pois dificilmente você irá despertar o interesse de seus respectivos seguidores ao divulgar seus produtos. É preciso sempre buscar influenciadores diretamente relacionados com o tema principal de sua loja, para obter um retorno positivo com o investimento na parceria.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine nossa Newsletter

Categorias

Categorias

Explore mais artigos

ASAP | estilo de vida alinhado a práticas socioambientais

Nunca se falou tanto em moda sustentável e ecológica como na atualidade. Afinal, os hábitos de produção e consumo afetam cada dia mais o meio ambiente, chamando a atenção do planeta para a necessidade de uma transformação profunda. No mundo fashion, a moda sustentável e eco-friendly vem ganhando espaço nas passarelas

Continuar lendo »
Rolar para cima